Publicado em

06 – Esperar… esperar

Tudo o que Deus pode, o Homem não. De então, o maravilhoso torna-se diário-trivial; o improvável passa a ser coisa que se alcança, ou mensura. O céu estrelado, o ocaso e a aurora, o desabrochar de uma flor… Também os encontros; gente topando com gente e, disso, o amor. Tal que reconcilia, que corrige o…

Leia mais