7 Min com Emmanuel: #045 – Obedeçamos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Obedeçamos

“Eu te escrevo certo da tua obediência e sabendo que faria ainda mais do que te peço”

Filêmon 1:21

Escrevendo ao companheiro, Paulo não afirma confiar na inteligência que pode envaidecer-se e desgovernar-se.

Nem na força que induz à mentira.

Nem no entusiasmo, suscetível de enganar a si próprio.

Nem no desassombro que, muita vez, é simples temeridade.

Nem no poder capaz de iludir-se.

Nem na superioridade, que costuma desmandar-se no orgulho.

O apóstolo confia na obediência.

Não na passividade-cegueira, que alimenta a discórdia e o fanatismo, mas na compreensão, que se subordina ao trabalho por devotamento ao bem de todos, enxergando, na felicidade alheia, a felicidade que lhe é própria.

Para que atinjas a comunhão com o Senhor, não é necessário te consagres ao incenso da adoração, admirando-o ou defendendo-o.

Obedece-lhe. Seguindo-lhe as recomendações, aperfeiçoarás a ti mesmo, pela cultura e pelo sentimento, e terás contigo o amor e a lealdade, a harmonia e o discernimento, a energia e a brandura, que garantem a eficiência do serviço a que foste chamado.

Saibamos, pois, obedecer ao Senhor, em nosso mundo íntimo, e aprenderemos a fazer mais pela vida do que a vida espera de nós.

(Reformador, set. 1955, p. 194)

***

Comentário de Haroldo Dutra Dias sobre o capítulo

Sete Minutos com Emmanuel, Carta a Filêmon, capítulo 1, versículo 21, comentário da Revista Reformador, Set. 1955, p. 194, e do Livro Segue-me, Capítulo intitulado: Obedeçamos – LEITURA DO VERSÍCULO – Eu te escrevo certo da tua obediência e sabendo que farás ainda mais do que te peço (Fil 1:21) – comenta o benfeitor:

Neste último comentário à Carta paulina endereçada a Filemon, Emmanuel aborda o tema da obediência, em belíssima página elaborada de modo artesanal, que lembra a técnica de composição dos poemas bíblicos – Quiasma – consistente em apresentar oposições temáticas construídas ao redor de oposições de palavras, os antônimos.

O verbo “confiar” destaca-se no primeiro parágrafo do texto, advertindo-nos do grave equívoco de acreditar incondicionalmente nos poderes da inteligência humana, que sempre pode envaidecer-se ou desgovernar-se, ao passo que o último parágrafo se estrutura em torno do verbo “obedecer”, convidando-nos a acatar as determinações do Senhor, em nosso mundo íntimo.

No episódio 11 do 7 Minutos, Emmanuel asseverou “quem deseja a liberdade precisa obedecer aos desígnios supremos”.

Essa confiança, porém, não se traduz em passividade-cegueira, mas em comunhão com Deus, que se traduz em devotamento ao bem de todos, fruto do nosso amor e lealdade ao Todo-Poderoso.

A compreensão da sua vontade a nosso respeito é o seu alicerce.

A inteligência, a força, o entusiasmo, o desassombro, o poder, a superioridade podem desviar-se, quando estão a serviço do orgulho, do egoísmo e da ignorância.

Todavia, a obediência sincera, filha da cultura e do sentimento, do amor e da lealdade, da harmonia e do discernimento, da energia e da brandura, será capaz de garantir o êxito

Produção:  SER

Tecnico de Gravação:  Júlio Corradi

Voz:  Haroldo Dutra Dias

Finalização:  Júlio Corradi

Música: Castelos de Paz  – João Cabete

Interprete: João Paulo Lanini – Violão

Revista: Reformador

Capítulo:  Reformador, set. 1955, p. 194 – Obedeçamos

Versículo:  Filêmon  1:21

Texto publicado no Livro Segue-me, Capítulo intitulado: Obedeçamos

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *