7 Min com Emmanuel: #051 – Não Duvides

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Não Duvides

“porque aquele que duvida é semelhante às ondas do mar, impelidas e agitadas pelo vento “

Tiago 1:6

Não duvides

Em teus atos de fé e esperança, não permitas que a dúvida se interponha, como sombra, entre a tua necessidade e o poder do Senhor.

A força coagulante de teus pensamentos, nas realizações que empreendes, procede de ti mesmo, das entranhas de tua alma, porque somente aquele que confia consegue perseverar no levantamento dos degraus que o conduzirão à altura que deseja atingir.

A dúvida, no plano externo, pode auxiliar a experimentação, nesse ou naquele setor do progresso material, mas a hesitação no mundo íntimo é o dissolvente de nossas melhores energias.

Quem duvida de si próprio, perturba o auxílio divino em si mesmo.

Ninguém pode ajudar àquele que se desajuda.

Compreendendo o impositivo de confiança que deve nortear-nos para a frente,

insistamos no bem, procurando-o com todas as possibilidades ao nosso alcance.

Abandonemos a pressa e olvidemos o desânimo.

Não importa que a nossa conquista surja triunfante hoje ou amanhã. Vale trabalhar e fazer o melhor que pudermos, aqui e agora, porque a vida se incumbe de trazer-nos aquilo que buscamos.

Avançar sem vacilações, amando, aprendendo e servindo infatigavelmente – eis a fórmula de caminhar com êxito, ao encontro de nossa vitória. E nessa peregrinação incansável não nos esqueçamos de que a dúvida

será sempre o frio do derrotismo a inclinar-nos para a negação e para a morte.

(Fonte viva. Ed. FEB. Cap. 165)

***

Comentário de Haroldo Dutra Dias sobre o capítulo

                        Amar, aprender e servir infatigavelmente, eis a fórmula para caminhar com êxito, avançando sem vacilações. Com essa advertência, Emmanuel nos convida a galgar as culminâncias de elevada montanha, a fim de contemplar a jornada humana em sua essência espiritual e divina, conscientes de que o melhor está sempre acontecendo, embora nem sempre o que é bom seja agradável, segundo a pauta das convenções de quem prefere estacionar nas planícies.

Esperar também é buscar. E aquele que busca ardentemente se nutre de esperança e fé, vigiando, para não duvidar de que a providência e previdência divina se incumbirão de trazer para o nosso roteiro aquilo que buscamos, caso a sombra da dúvida não se interpuser entre a nossa necessidade e  o poder supremo do Senhor.

Nem sempre o auxílio surge de modo palpável, mas invariavelmente se manifesta em nós mesmos, no mundo íntimo, em nosso coração, como certeza. Certeza de amparo, assistência, amor e êxito, se a dúvida de si próprio não ofuscar a luz divina.

Sabemos que ” No homem, a fé é o sentimento inato de seus destinos futuros, consciência que ele tem das faculdades imensas depositadas em estado de gérmen no seu íntimo (…) vontade de querer e a certeza de que essa vontade pode obter satisfação (…) Se todos os encarnados se achassem bem convencidos da força que trazem em si, e se quisessem pôr a vontade a serviço dessa força, seriam capazes de realizar o que, até hoje, eles chamam prodígios e que, no entanto, não passa de um desenvolvimento das faculdades humanas” (Evangelho Segundo o Espiritismo, Cap. XIX, item 12).

Produção:  SER

Edição:  Júlio Corradi

Voz:  Haroldo Dutra Dias

Finalização: Júlio Corradi

Livro:   Livro Fonte Viva, Cap. 165

Versículo:  Tiago, capítulo 1, versículo 6

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *