7 Min com Emmanuel: #074 – Se andarmos na luz

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

“Mas se caminhamos na luz como ele está na luz, estamos em comunhão uns com os outros […].”

(I João 1:7)

Se andarmos na luz

Tanta vez, dissensões e incompreensões nos separam… Resoluções da vida particular, incompatibilidades, interpretações discordantes, ressentimentos.

E, com isso, consideráveis perdas de tempo e trabalho nos arruínam as tarefas e perturbam a vida.

Retiramo-nos do campo de serviço, prejulgamos erroneamente pessoas e fatos, complicamos os problemas que nos dizem respeito e desertamos da obra a realizar…

Contudo, não nos sobrevirão semelhantes desastres, se andarmos na luz, porque, na claridade irradiante do Mestre, compreenderemos que todos partilhamos as mesmas esperanças e as mesmas necessidades.

Se nos movimentarmos ao Sol do Evangelho, saberemos identificar o infortúnio, onde cremos encontrar simplesmente rebeldia e desespero, e a chaga da ignorância, onde supomos existir apenas maldade e crime…

Perceberemos que o erro de muitos se deve à circunstância de não haverem colhido as oportunidades que nos felicitam a existência, e reconheceremos que, situados nas provas que motivaram a dor de nossos irmãos caídos em delinquência, talvez não tivéssemos escapado à dominação da sombra.

É que a luz do Senhor nos fará sentir o entendimento real…

Não bastará, no entanto, que ela fulgure tão-somente em nossa razão e pontos de vista. É necessário andarmos nela, assimilando-lhe os sagrados

princípios, para que assinalemos em nós a presença da verdadeira caridade, a alavanca divina que, por agora, é a única força capaz de sustentar-nos em abençoada comunhão uns com os outros.

(Reformador, set. 1958, p. 194)

***

Comentário de Haroldo Dutra Dias: 

Padece a obra do Cristo mais pelas dissensões e atritos entre os seus servidores que pelas circunstâncias aparentemente desfavoráveis do caminho.

Sem a compreensão de que todos partilhamos as mesmas esperanças e as mesmas necessidades, há sempre considerável perda de tempo e trabalho, arruinando tarefas e perturbando a vida, na síntese preciosa do Benfeitor.

Somente a verdadeira caridade, sentida e vivida, no imo da alma, e não somente nos raciocínios, será capaz de descortinar o entendimento real das pessoas e acontecimentos.

Por esta razão, assevera Emmanuel ser a caridade, por agora, a única força capaz de sustentar-nos em abençoada comunhão uns com os outros.

É que, munidos das suas lentes luminosas, encontramos infortúnio, chagas da ignorância, inexperiência e fraqueza, onde víamos apenas rebeldia e desespero, maldade e crime.

É necessário andarmos na caridade, assimilando-lhe os sagrados princípios, se quisermos manter o clima de comunhão uns com os outros, sem os fantasmas das dissensões, separações e ressentimentos.

_________________________________________________________________________________________________

Ficha técnica

Produção: SER

Direção: Julio Coradi

Projeto: 7 Minutos com Emmanuel – cap 074

Gravação e Comentário: Haroldo D. Dias

Música: Meu amigo agradece

Interprete: João Cabete

Edição: Rodrigo Binhara

Design: Rodolfo Mello

Foto: Carmem Maria Ribeiro

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *