PodSER #034 – O Consolador

Ouvir Download

Neste episódio, Thiago Franklin, Adriano Marques, João Gualberto, Julio Corradi e Haroldo Dutra Dias, batem um papo sobre o “O Consolador”, Jesus nos enviou o consolador prometido, o que é este consolador? Vem que este episódio esta imperdível!

Texto Mediúnico “Recalcitrar contra os aguilhões”

“Recalcitrar contra os aguilhões”,, disse Jesus a Paulo, depois de chamar sua atenção para a perseguição que lhe era infringida por ele.

Dura coisa é recalcitrares contra os aguilhões.

A Providência Divina nos concede pedras no caminho nas quais tropeçamos por imprevidência, e reclamamos das quedas, das escoriações, como se as pedras, passivas no caminho, fossem as responsáveis por nosso desequilíbrio. Como se os pés que buscaram as pedras não fossem ordenados pela mente que caminha com o auxílio da máquina.

Transferimos a responsabilidade e dizemos: “Eis que Deus não usou de piedade para comigo! Pôs-me em pedregoso caminho, olvidando que meus pés, joelhos e membros são frágeis demais para caminhar com segurança.”

Não gastamos um segundo sequer refletindo que a nossa pressa em caminhar foi o que nos fez desgovernar os passos, porque as pedras não buscam nossos pés; nossos pés é que pisam nas pedras.

Assim as circunstâncias da vida, em sua grande maioria: estão dispostas em lugares que lhe são próprios, em posições que lhe são as devidas. Nós construímos para elas atalhos, estradas pavimentadas que facilitem a chegada. E, de ordinário, a chegada até o terreno pedregoso se deve mais às nossas escolhas do que necessariamente às nossas necessidades.

A Providência Divina sempre nos socorre com parcimônia e soberana gentileza para o aprendizado que nos é necessário.

Normalmente, com pouquíssimas exceções, nós optamos por instrumentações mais condizentes com nossos problemas conscienciais do que com a real didática proveitosa, satisfatória aos objetivos que nos cercam. É como se o professor nos quisesse ensinar do jeito que lhe parece mais ameno, e nós disséssemos: “tome da palmatória porque, com a palmatória, me sinto aprendendo melhor.”

E, neste transcurso, transferimos a responsabilidade para Deus – recalcitramos contra os aguilhões da Providência – e escolhemos aqueles que nos são mais afeitos à maneira de pensar.

De qualquer jeito haverá aprendizado, porque Deus, em sua bondade, permite ao aluno transitar pelas classes e pelas pedagogias que lhe convém. Mas tanto mais ameno seria o ensino se nos conformássemos em, pelo menos, ouvir a sugestão da Providência Divina.

Certamente, aguilhões existem que independem da nossa vontade imediata: o parente difícil, o filho ingrato, o companheiro que abandona, o amigo que lastima, o parceiro que exige. São plantações mais antigas que já estão em tempo de serem ceifadas, e, somente após a colheita, é que poderemos utilizar o terreno novamente para nova sementeira. Mas a maneira como ceifaremos a plantação, isto é de nossa escolha: se com a foice ameaçadora ou com a gentileza das mãos do coletor; se com o maquinário ou com a rusticidade do trabalhador. Isto é de nossa escolha! E, conforme avançamos para as plantas que nós cultivamos, conforme estas, nos responderão com o produto de nossa atuação.

Aguilhões existem, daqueles que são de plantio anterior e daqueles que são escolhas do agora. A nenhum deles desprezemos. Todo obstáculo – conforme a palavra grega que hoje transmutamos para satanás – todo desafio em nossa vida é um degrau que, se avançado, nos aproxima de nossas melhores pretensões evolutivas.

Os espinhos do sicômoro, as pedras do caminho, amemos estas disposições especiais da Providência. Somos delas os maiores devedores e, um dia, haveremos de restituir a elas o valor que merecem no transcurso de nossa evolução.

Que Deus não nos escute quando pedimos a Ele que nos afaste as circunstâncias que nos desconfortam. E que nós escutemos a Deus quando Ele diz : “Eis a hora! É momento da colheita! Colhetai e alimentai-vos fartamente. Pois tudo que é plantado entre suores e irrisões é colhido com abundância.”

Que Deus nosso Pai nos presenteie com o olvido dos gritos de nossa inexperiência.

Uma Amigo Espiritual (Autor 01)
Medium: Janaina Farias

Literomusical “O Consolador”

Nos dias 07, 08 e 09 de Setembro acontece em Belo Horizonte no teatro SESIMINAS o literomusical “O Consolador”, para mais informações acesse: https://www.portalser.org/eventos

Conheça o novo livro de Haroldo Dutra Dias:

Estudando a Gênesis à Luz do Espiritismo

Facebook:

iTunes:

E-MAILS:

Mande suas críticas, elogios, sugestões e correções para

  • podser@portalser.org


Ficha Técnica:

Direção: Thiago Franklin e João Gualberto
Tec. Gravação: Thiago Franklin
Edição: Ananias Gurgel
Edição de Imagens: Dito Passos
Vinheta: Musica – “Bom Combate” – Verbos de Versos

Comentários